O sonho virou realidade!

por Imprensa CML — última modificação 22/06/2016 13h35
Projeto de lei do Executivo que cria a Guarda Civil Municipal foi aprovado pelos vereadores por unanimidade.

  Na última sessão ordinária deste semestre de 2016 foi aprovado por unanimidade o projeto de lei do Executivo que cria a Guarda Civil Municipal para Luziânia, uma conquista muito esperada.

  O mesmo foi entregue à Casa de Leis na última sessão itinerante dentro do projeto Câmara nos Bairros, pelo prefeito municipal Cristóvão Tormin ao presidente da CML, vereador Padre Hildo.

  A Guarda Civil Municipal será um órgão público municipal vinculado à Secretaria de Segurança e Cidadania de Luziânia. 

  Compete a mesma, a proteção de bens, serviços, logradouros públicos municipais e instalações do município. Poderá colaborar ou atuar conjuntamente com órgãos de segurança pública da União, dos Estados e do Distrito Federal.

  Antes da aprovação do projeto, surgiu a dúvida de como seria a investidura no cargo e o presidente Padre Hildo explicou: "Deverão ter nacionalidade brasileira, gozo dos direitos políticos, quitação com as obrigações militares e eleitorais, possuir nível médio completo de escolaridade e com idade mínima de 18 anos, além de idoneidade moral comprada por certidões negativas e ainda possuir carteira de habilitação categoria B".

  Lembrando que, os servidores efetivos ocupantes do cargo em extinção de Vigilantes, que quiserem migrar para o cargo de Guarda Civil Municipal poderão ser submetidos a processo de capacitação e aproveitamento para atenderem as novas exigências.

  Serão criados 200 cargos, de acordo com o texto da nova lei e outro dado relevante é de que em cinco anos de funcionamento da Guarda Municipal, pelo menos 30% de todo o seu efetivo deverá ser composto por integrantes do sexo feminino.

   Realmente, um momento histórico para o município de Luziânia e que contou com a participação da Câmara Municipal de Luziânia em busca de melhorias para a cidade e toda a população.